Jejum e Retiro – Jejum e abstenção de alimentos

fasting and retreat

Jejum e Retiro

Jejum e abstenção de alimentos.

Comer Qi como um substituto ao grão.

“Ingerindo vento, engolindo o orvalho”

CONTEÚDO:

  • Jejum e abstenção dos alimentos
  • Cuidar da saúde pelo jejum da longevidade
  • Alquimia interna pelo jejum
  • Comer Qi como um substituto para o grão
  • Ingerir Qi, método de deglutição do orvalho

Bi Gu’

Longevidade através da abstenção de grãos ou jejum

“Grão” significa qualquer tipo de produtos alimentares que possam ser consumidos. O ideograma chinês descreve como sendo, o que é “comestível para seres humanos”. No daoismo, a Abstenção do Grão também é apelidada como “Rejeição dos grãos”, “Quebra dos grãos”, “Separação dos grãos”, “Cessação dos grãos”, “Corte dos grãos” e assim por diante. Mesmo que alguém não coma os Cinco Grãos, irá ingerir Qi e energia ou poder. É uma crença daoista que a Abstenção de Grãos é capaz de matar os “três cadáveres” do corpo humano, que consiste em três tipos de males malignos e que é capaz de extinguir os “nove vermes”, nove tipos de parasitas internos. Os fenómenos da antiga forma daoista de “Abstenção de Grãos” acontecem naturalmente durante os processos de cultivo do “Os Dez Meses de Nutrição do Embrião, Os Três Anos de Alimentar o Bebé e os Nove Anos Enfrentando o Muro”. É um caminho que um cultivador inevitavelmente terá de passar. Atualmente, o jejum é usado para regular o corpo, a mente e eliminar os resíduos do corpo. Fatores toxicológicos melhoram a digestão e as funções de absorção do baço e do estômago, aceleram o metabolismo físico, onde o novo substitui o velho, aceleram e promovem a quebra de gorduras e restauram o funcionamento normal do corpo humano. Estas funções melhoradas promovem a longevidade, a abertura da sabedoria interior, desencadeando o seu potencial físico e prolongando a vida de uma pessoa.

As doenças físicas estão relacionadas com as fezes que se acumulam e fermentam dentro do intestino grosso, gerando toxinas e substâncias nocivas. Hoje em dia as pessoas comem muito, ingerem alimentos desequilibrados e de alto teor calórico que sobrecarregam e exigem demasiado dos intestinos e do estômago, criando excessivos depósitos de gordura. Através da Abstenção de Grãos, é possível livrar-se do excesso de gordura, toxinas e obter uma limpeza geral do corpo físico. Os intestinos e o estômago também irão atingir uma adequada regulação e recuperação. A mente, alma e espírito alcançarão clareza, lucidez e sublimação.

Ao abster-se dos grãos, algumas pessoas sentem-se muito tensas, e lutam para suportar a fome, sofrendo de extrema fadiga, raiva, letargia, tonturas e visão turva. Isto ocorre porque não sabem como absorver as energias da natureza; Não entendem o cultivo interior e o recolhimento do Qi. Sendo incapazes de estimular o potencial da natureza.

A “Abstenção de Alimentos” de baixo nível presentes na sociedade, com o fim de curar, é algo totalmente diferente dos métodos de alquimia interna daoista de “Cortar os Grãos da forma”.

A duração do jejum depende da força e capacidade de cada um. Poderá jejuar, por exemplo, por três dias, cinco dias, sete dias e assim por diante. Deverá submeter-se a um processo de adaptação; De fácil a difícil, procedendo passo-a-passo e elevando gradualmente. Em acordo com as diferentes condições físicas, cada um determina se escolhe a abstenção completa ou a abstenção parcial como o método de jejum.

Algumas pessoas têm permissão para comer algumas frutas, nozes e mel.

Os períodos de jejum induzem diferentes reações, consoante a pessoa:

Um sabor amargo, paladares que se alteram na boca, mau hálito, urina amarela ou turva, uma aparência facial tediosa, sem fezes ou fezes soltas, indicadores de função hepática acima da média e assim por diante. São tudo manifestações naturais do corpo humano. Se isto ocorrer, é aceitável beber mais água, geleias de fruta e mel.

Durante o tempo de jejum, algumas pessoas com doenças, têm reações em que o Qi dirige-se para o local da infeção. Na medicina daoista, diz-se que é a guerra entre o Qi justo e o Qi maligno, o Qi nutritivo-protetor e o Qi pernicioso. É a reação do corpo ao remover a doença. Algumas das reações da remoção são óbvias, algumas não são. Após a remoção, a condição patológica dará um passo em direção à melhoria ou recuperação do normal. Após o jejum, deverá haver três a cinco dias de relaxamento regressando gradualmente a uma dieta normal. Para começar, primeiro é preciso comer alimentos líquidos, a fim de restaurar as funções do sistema excretor. Cada jejum deve ser separado pelo menos por 28 dias de recuperação. Durante o tempo de recuperação, a vida sexual é proibida, exercícios intensos são realizados, e a mente deve permanecer positiva, otimista e aberta. À noite, teremos de continuar a reunir energia através da meditação sentada guiada pelo Li Shifu e pelo cultivo de silêncio.

O Li Shifu diz:

“Se perseguir a longevidade, a pureza deve ser constante dentro da sua barriga.

Se esforça-se pela imortalidade, não deve haver fezes nos seus intestinos.”