Gong Fu de Wudang – Kung Fu de Wudang

Como resolver a contradição entre as Artes de Combate e a Compaixão

Todo o conhecimento de Gong Fu (Kung fu), incluindo o Gong Fu de Wudang, aprendido pelo Li Shifu da Montanha do Cavalo Celestial foi recebido sob a tutela do antigo Gong Fu (Kung Fu) tradicional, podendo ser resumido como a essência das Artes Marciais interna e externa, com os fundamentos e formas ensinados e instruídos, de acordo com os métodos de ensino tradicionais. No templo, praticar as artes marciais é combinar a virtude com a moral e o cultivo de um bom caráter em cada um.

Ensinamentos:

Gong Fu de Wudang (Kung Fu), Taiji de Wudang do Fogo e da Água, Tuishou Taiji de Wudang, Ji Ben Gong, Qigong Avançado de Proteção da Ursa Maior (Dagong),  Espada de  Wudang das Sete Estrelas,  Espada de Wudang do Coração do Dragão, Taiji Quan de Wudang, Palma dos Oito Trigramas do Coração do Dragão e habilidades únicas patenteadas incluindo: A Palma do Barro Amarelo, A Montanha Penetrante, A Palma da Areia de Ferro, Habilidades a Agarrar, Habilidade do Braço de Ferro, Habilidade de Proteger o Corpo, QingGong, além de um conjunto de métodos ensinados secretamente.

jj

Como resolver a contradição entre as Artes de Combate e a Compaixão

Origem, Propósito e Princípios Fundamentais

A palavra “Gong Fu” (Kung Fu) assim expressa, não existia na antiga China. De acordo com os registros mais antigos, há 2500 anos havia habilidades militares, técnicas de espada e de luta com mãos. Estas habilidades desenvolveram-se ao longo de milhares de anos, antes da existência de pólvora e das armas de fogo, sendo ensinadas apenas dentro de algumas centenas de linhagens. Os métodos que foram ensinados na sociedade foram referidos apenas como “técnicas” de artes marciais. Estas foram ensinadas e divulgadas até aos tempos atuais e só nesta época rotuladas de “Artes Marciais Chinesas” (Wushu) e “Gong fu” (Kung fu).

O Gong fu pode ser separado em duas categorias principais no que respeita aos exercícios físicos e aos princípios:

Gong Fu Interno – Nei Jia Gong fu

Gong Fu Externo – Wai Jia Gong fu

O Gong fu Externo usa práticas externas para fortalecer como aço os tendões, ossos e pele dos praticantes. As características deste são a dureza e ferocidade, sendo representado na China pelos Templos dos Shaolin. O Gong fu Interno usa práticas internas para fortalecer em cada praticante, o campo energético e o seu “Qi verdadeiro” interno. O principal objetivo é o vazio, a agilidade, a circularidade e a suavidade. Wudang é a escola tradicional e ortodoxa desta técnica. Portanto, o Mundo do Gong fu reverencia os Shaolin no Norte e venera o Wudang no Sul. A história do Gong fu de Wudang ao longo do tempo é remota, ampla e profunda.

Wudang Kung Fu

Kung Fu de Wudang

Contém as profundas filosofias e tradições da cultura chinesa. A doutrina é centrada na harmonização dos conceitos chineses antigos, como o Yin-Yang, as Cinco Transformações, Yi Jing: o Livro das Mutações, os Oito Trigramas e a Naturalidade com os princípios e habilidades do punho, as teorias da Habilidade Única, a tática militar e de combate na atualidade. A história coloca-lhe a importância no conceito do universo como um todo, como corpo holístico. Além disso, considera o conceito da unificação do Céu e do Humano através da grande bondade do Dao e da sublimação das dez mil coisas como sendo o seu principal propósito. A noção do “Dao seguindo o caminho natural” é considerada a fonte desta. Aplicando métodos que combinam movimento e quietude, cultivando tanto o interno como o externo, unindo os opostos.

“Impedir que qualquer forma de mal penetre no campo energético e perseguir inumeráveis ​​atos benevolentes, é visto como uma escada para o céu.”

Cada um de nós espera ser capaz de sublimar-se e transformar-se através do cultivo do próprio eu e do desenvolvimento de um caráter virtuoso, bem como através da devotada confiança nos Imortais Daoistas e da reverência aos deuses do Céu Roxo, dos sábios celestiais e dos Iluminados. A direção e objetivos do Gong Fu de Wudang são o de obter a compaixão e a proteção das formas de vida superiores, assim como as sabedorias de alta dimensão, para abrir o potencial ainda maior do corpo humano, e alcançar o “Espírito do Gong”, uma habilidade além do mundano, espantando o mundo. Estas são também as diferenças entre o Gong fu na sociedade e o milagroso ‘Gong fu Daoista de Wudang’, que se manifesta de forma distinta pela origem e os efeitos excecionais deste.

A Unificação das Artes Marciais e do Dao

As teorias e a fundação do Gong fu de Wudang têm origem no ancestral Yi Jing, nos oito trigramas e no Dao De Jing de Laozi, todos estes relacionados com o Dao. Os antigos acreditavam na existência do primordial, supremo e eterno Grande Dao do Céu e da Terra.

“Dá à luz e desenvolve as dez mil coisas;

Mas, por outro lado, também controla e inibe as dez mil coisas.

É sem forma e sem aparência, sem começo nem fim;

O Céu é o seu pai e a Terra é a sua mãe multiplicando a miríade de seres.

Neste estado de calma, suavidade e rendição, salvaguarda o feminino;

Não agindo e não contendo; A vontade deste desdobra-se diante dos olhos;

Da sua grandeza à pequenez, dentro e fora, tudo compreende;

Do seu macrocosmo ao microcosmo.

Observamos as leis do seu movimento, desde a via láctea aos protões e quarks;

O padrão interligado dos movimentos “circulares”.

Os “Círculos” são a força motriz do universo, a força vital por trás de todos os seres vivos,

O ímpeto da cadeia da vida sem fim.

É o eterno leitmotiv de todas as formas de vida.”

O Gong Fu de Wudang considera o ‘Dao’ como a sua raiz, o que leva aos métodos específicos da prática das Habilidades do Punho. Todas as teorias, como é claro, devem concordar com a órbita do Dao, com os movimentos circulares deste, transformações e circulações.

Wudang Kung Fu

Kung Fu de Wudang

Estes círculos são incorporados em todos os aspetos:

Revolver, rodar, mover e mudar, estão integrados nas Estrelas Celestiais de Wudang (Ursa Maior), na Palma dos Oito Trigramas [Bagua Zhang], na esgrima de Wudang do Coração do Dragão pela Ursa Maior, no Taiji Água-Fogo de Wudang e em outros exercícios físicos, as técnicas de caminhar tem igualmente presente o andar em círculos e desenhando círculos. Em tudo, estes padrões circulares são praticados: pequenos círculos, grandes arcos com pequenos arcos, círculos horizontais, círculos verticais, círculos oblíquos, círculos de seda, Oito Círculos Moldados, e assim por diante. Estes tipos de círculo, rotações, circulações e padrões de movimento, pertencem realmente ao Gong fu Interno de Wudang e são a diferença principal a em relação a outros estilos de Gong fu.

Artes Marciais de Wudang, Medicina e Longevidade

O Gong fu de Wudang encarna a reverência, seguindo e anunciando o Dao. Atribui grande valor ao cultivo da essência, do Qi e do espírito no corpo humano [Os Três Tesouros].

Independentemente de estar em meditação sentado, em pé ou deitado, movendo-se por exercícios como o Qigong Primordial (Daoyin), Longevidade, Qigong ou práticas secretas, todos os métodos enfatizam sobre:

“Refinar a saliva em essência;

Refinar a essência em Qi;

Refinar o Qi em espírito,

Refinar o espírito e retornar ao vazio;

Refinar o vazio e unir-se com o Dao.”

Assim, é-nos possível elevar e sublimar progressivamente. Todos os métodos focam-se na regulação do coração-mente, na regulação da respiração, na regulação do corpo, que é presente do início ao fim. Independentemente da técnica de Gong fu, os exercícios físicos externos das mãos, olhos, corpo, método e práticas de caminhar enfatizam a transformação do Yin e Yang, a circularidade, o Desenrolar da Seda, a combinação de movimento e quietude. Sublinhando, que dentro da suavidade há dureza e dentro da dureza há suavidade.

O foco principal está na circulação do “verdadeiro Qi” interno do corpo e na conservação e recolhimento da essência, do Qi e do espírito [Jing, Qi, Shen] para aumentar a própria força intrínseca, poder e Gong [habilidade].

Wudang JIan

Kung Fu de Wudang

Ambos os aspetos, o interno e o externo, devem aderir ao enraizamento e à retidão [i.e. O corpo físico tem ser reto e o seu caráter justo], relaxado e tranquilo, pacífico e confortável, suave e dinâmico. É necessário estabelecer o “Campo de Cinábrio” [Dantian] e o “Portão da Vida” [Ming Men] como cerne e núcleo de movimento, transformação, prática e refinamento. Deve considerar como o primeiro pré-requisito promover o livre curso do seu Qi, sangue e fluidos nos meridianos e em estabelecer um corpo forte e robusto, livre da doença. Se quer entender as causas da doença nas pessoas, é preciso compreender os princípios dos cinco Órgãos Zang e o mecanismo dos meridianos. É necessário entender os métodos para regular a essência, Qi, espírito, sangue e fluidos, assim como, os princípios da longevidade e da arte da medicina chinesa, como transmitida pelo médico-chefe Qi Bo e o Imperador Amarelo.

“Com fracas habilidades é possível curar as próprias lesões;

É-se capaz de reajustar as próprias doenças.

Com ótimas habilidades é-se capaz de curar e beneficiar as pessoas;

Capaz de fazer boas ações na sociedade e resgatar a vida das pessoas.”

Se praticamos externamente o Gong fu e cultivamos internamente a benevolência e o amor, se acumulamos a essência e construímos o Qi, melhoramos a constituição física e o, inicialmente fraco, poder do gong. Iremos então fortalecermo-nos cada vez mais ao continuar a praticar desta maneira. A longo prazo, sofre-se certamente mudanças biológicas e passamos pela sublimação da consciência e da mente.

A Habilidade Trivial de Dominar um Inimigo

As Artes Marciais de Wudang são consideradas como uma forma de Gong fu, uma vez que os métodos de ataque e de defesa, aplicados em combate, são práticos e pragmáticos nas lutas. Assim, o Gong fu de Wudang recebe elogios dos círculos das artes marciais no que diz respeito à esgrima, aos métodos de punho e aos métodos de Gong [habilidade]. Na sociedade em geral, existe conhecimento sobre os exercícios físicos, as formas [Taolu] e as habilidades únicas. Mas fora das linhagens religiosas, as pessoas comuns não estão cientes de que existem níveis ainda mais profundos, que compreendem mudras [símbolos de mão], rituais, mantras [invocações], talismãs, tabus, Qi e as artes. Além disso, estes itens especiais contêm ritmo ao longo das Sete Estrelas Celestiais e no Caminhar da Ursa Maior [métodos de caminhar], o Método de Adivinhação “Qi Men Dun Jia”, rituais daoistas e artes daoistas, que permitem derrotar dez pessoas facilmente.

Wudang Tai Chi in Five Immortals Temple

Kung Fu de Wudang

Estes aspetos dos níveis mais profundos exigem a comunicação e a cooperação com poderes misteriosos de dimensões superiores por meio de práticas cerimoniais de acordo com certas exigências. Portanto, podemos obter igual posição com os imortais e os mensageiros celestiais. Ao alcançar este ponto, é considerado que houve já uma sublimação para um nível mais elevado do Gong fu. Espírito e forma [corpo e mente] uniram-se para se tornarem Um. Este é o estudo do metafísico e do imaterial transcendente à forma física e à aparência. Para chegar a este nível, os requisitos para o praticante do Caminho, a virtude e as qualidades de caráter terão de estar muito além de uma pessoa comum, e são bastante mais rigorosas.

O ‘Dao De Jing’ diz:

“As armas são ferramentas pouco auspiciosas;

Devendo apenas ser usados como último recurso.”

O daoismo defende o respeito pela vida, a preciosidade da vida, a harmonia, a humildade e a tolerância; Este é o Dao da Benevolência e da Compaixão. O daoismo desencoraja guerras, o infligir de lesões e danos, disputas, mortes e a confiscação forçada; Este é o Dao da Desumanidade e da Crueldade. No passado, o Patriarca Lü Dong Bin beneficiou o mundo e resgatou a vida das pessoas; O patriarca Qiu Chuji acabou com as matanças de Genghis Khan com apenas uma palavra, entre outras ações benevolentes. Portanto, as linhagens daoistas possuem habilidades de luta, porém não competem pela supremacia, pois consideram as habilidades de luta como um conhecimento superficial e insignificante. Este ponto de vista deve-se à sua mundividência, fé e à disciplina dos preceitos monásticos, bem como pela convicção na noção do Caminho e da Virtude. Pelo entendimento profundo, considera-se que o Gong fu é apenas um trampolim para alcançar a um nível bastante mais elevado.

A Virtude das Artes Marciais e a Introdução ao Dao

O Gong fu de Wudang originou-se nas linhagens daoistas. Um elevado grau de especialização do Gong fu Interno da Escola Tradicional de Wudang, pressupõe que deve unificar-se o Dao, as Artes Marciais e as Artes Terapêuticas. O sumo-sacerdote e o mestre cerimonial devem aceitar os três refúgios [Dao, Escritura e Professores], cumprir os preceitos, reverenciar e seguir o Dao. Os preceitos servem para impedir que alguém use o conhecimento passado, em práticas ignorantes e por condutas perversas. Tem também como propósito, o romper da avidez, dos desejos, da raiva, da letargia e outras miríades de ilusões vazias da pessoa comum. Impedem igualmente que alguém vá ao extremo de ficar tão enredado e perturbado na superficialidade movimentada da sociedade, ao ponto do seu coração-mente ficar exausto, o espírito consumido, a essência esgotada, secando o Qi.

“Se o coração-mente e a conduta não são retos,

Os desejos e a ganância tornam-se infinitos.

O Qi e o sangue inevitavelmente tornam-se desordenados.

Os meridianos, o sistema endócrino e o campo energético certamente serão afetados.

Causa e efeito correspondem-se.

O efeito segue a sua conduta como uma sombra segue uma pessoa.

Se alguém viola os princípios do Dao,

como pode obter uma vida longa e eterna?”

Se o coração-mente é justo e a conduta é reta, o Qi e o sangue fluem livremente, com suavidade e sem obstruções. O corpo será confortável e não haverá confusão, ‘Qi Verdadeiro’ será formado e acumulado. Com o pequeno Gong [habilidade] pode-se remover as doenças e prolongar a vida. Uma vez que o Gong [habilidade] torne-se um grande Gong [habilidade], é possível derramar a forma e metamorfosear o corpo, os meridianos, o Qi e o sangue para a fundação básica da alquimia interna. Alcançar estes patamares está já acima do estudo do Gong fu, sendo uma sublimação que atinge os elevados níveis do estudo do universo e da vida.

Procurar um Professor e Implorar pelos Ensinamentos

Ao longo dos tempos, as linhagens daoistas tem sido extremamente rigorosas na seleção de discípulos. O requisito principal para transmitir conhecimento através deste estilo reside que é o professor que seleciona o aluno. A transmissão oral do professor e instruir o coração-mente [incutir conhecimento através de métodos sem forma] são a prioridade. O professor também é responsável por ter o cuidado de selecionar em consonância, a quem deve ensinar, o que deve ensinar, quando deve ensinar, como deve ensinar e até onde deve ensinar, cada discípulo. Evitando e minimizando, por parte dos discípulos, potenciais equívocos ou uma utilização incorreta e destrutiva dos ensinamentos passados.

Mount Wudang Abbot Du Song Feng

Kung Fu de Wudang

Mais importante ainda, o elevado padrão dos conhecimentos transmitidos do Gong fu de Wudang depende muitas vezes, das instruções do coração-mente do professor, bem como da sabedoria e da realização do discípulo. A natureza do coração-mente e das qualidades do caráter do discípulo têm que ser submetidas a vários exames durante todo o ano, ao ponto do professor criar inesperadas armadilhas escondidas para avaliar os pensamentos do estudante, testando-o infinitamente. Além de ter de realizar um juramento, um voto tem que ser feito. É necessário realizar uma cerimónia num espaço ritual daoista, apresentar uma petição, com uma sincera oração, implorando aos sábios e apelando pela sua compaixão e proteção. Os requisitos incluem o estudo das escrituras daoistas como o Dao De Jing, a Escritura do Talismã Oculto [Yin Fu Jing], a Escritura do Tribunal Amarelo [Huang Ting Jing], o Yi Jing, o Clássico Interno do Imperador Amarelo [Huang Di Nei Jing], as Instruções do Tesouro do Fundador [Zu Shi Bao Xun], Ação e Resposta de Acordo com a Grande Elevação [Tai Shang Gan Ying Pian] e muitas outras escrituras. É preciso aceitar e defender os preceitos do templo daoista, como os Três Refúgios, os Cinco Preceitos Mais Essenciais, os Dez Preceitos de Realização Inicial [o primeiro estágio dos preceitos] e os Preceitos Celestes Imortais [último estágio dos preceitos]. Em casos menores de violação dos preceitos, o discípulo é repreendido e punido ajoelhando-se pelo tempo que leva um pau de incenso a queimar completamente. Em casos extremamente graves, o aluno será disciplinado pela cana de bambu e o chicote de couro, o Gong [habilidade] será retirado e o estudante será expulso do templo. Compreenda que o aumento de poder implica o aumento da responsabilidade, um coração puro, honestidade, integridade e a virtude das ações como princípios fundamentais. Se entendermos isso, saberemos que o cultivo de alto nível de Gong fu é difícil e de forma alguma, é fácil.

É por isso que os mestres do passado diziam:

“É preferível perder os ensinamentos transmitidos para sempre do que passá-los desordenadamente.

Os ensinamentos transmitidos desordenadamente têm implicações para o professor.”

Assim, a disseminação e a esfera de influência das linhagens daoistas é muito restrita, sendo a principal razão pela qual apenas alguns sabem sobre o daoismo, no estrangeiro e no exterior. Na sociedade atual, o desejo por riqueza material tomou um rumo perverso. Muitos dos grandes mestres do Gong [habilidade] já deixaram o mundo ou renunciaram a este. Escaparam deste mundo que lidera as vidas de reclusos, não sendo assim poluídos pelos desejos mundanos. O desejo de mais ganho dominou os pensamentos indignos das pessoas e envenenou os seus corações. Os alunos dispõem-se a enganar e intimidar os seus professores, extinguir e exterminar os seus mestres, trair a promessa aos seus professores e abandonar o Dao. Além disso, colaboram com pessoas poderosas e influentes, enganam o mundo e roubam a imerecida fama. No entanto, pessoas espertas leem a sua intenção com apenas um olhar, mas os novos alunos e noviços devem examinar e ser cautelosos. Se escutar as palavras das pessoas indignas e observar-lhes o comportamento, não é difícil reconhecê-las e identificá-las. Deve-se aplicar este princípio para evitar gastar muito dinheiro, desperdiçar tempo e a vida.

“A porta para a iluminação está bem aberta a todos,

Mas somente aqueles que têm um potencial alinhado com esta entrarão.

Wudang Taijiquan

Kung Fu de Wudang

No passado, as Montanhas de Wudang atravessarão tempos caóticos por várias ocasiões. Para evitar os tempos de guerra, os altos sacerdotes e mestres cerimoniais, transportando em si habilidades e técnicas, vagaram e vaguearam pelas zonas rurais, retornando à vida secular. Para salvaguardar a sobrevivência e a distribuição do conhecimento do daoismo, transmitiram alguns exercícios físicos [forma e estrutura] de Gong fu pelas pessoas comuns. Os ensinamentos transmitidos consolidaram-se na forma de Taiji Quan, Xing Yi, Bagua Zhang, Nove Palácios e muitas outras escolas. Estes ensinamentos passaram por anos de testes adversos, e é por isso que na sociedade atual há ainda menos conhecimento sobre estes conteúdos intensos, abundantes, profundos e misteriosos. Além disso, na passagem do tempo, o daoismo tem cada vez menos influência. Os ensinamentos dos exercícios físicos do Gong fu na sociedade, têm também exigências muito elevadas. Com base nos Dez Preceitos das Linhagens Daoistas, um conjunto de instruções evoluiu proibindo a transmissão do conhecimento. Ao todo há dez instruções, apresentadas seguidamente:

  1. Deslealdade e falta de piedade filial (desrespeito aos pais e antepassados); Não ensinar
  2. Falta de benevolência e falta de justiça; Não ensinar
  3. Um coração-mente perigoso e gosto por lutar; Não ensinar
  4. Baixo caráter e pouca virtude; Não ensinar
  5. Ganância, viciado em álcool e luxúria; Não ensinar
  6. Falta de sinceridade; Não ensinar
  7. Falta de respeito, enganar os verdadeiros professores; Não ensinar
  8. Falta de qualidades físicas, embrutecido e pouco perspicaz; Não ensinar
  9. Gabar-se do talento e exibicionismo; Não ensinar
  10. Linguagem abusiva e mentiroso; Não ensinar

…e muitas mais proibições e tabus.

Todos os estudantes escolhidos que sejam capazes de alcançar estes padrões já possuem o caminho potencial para tornarem-se imortais, independentemente de entrarem ou não na linhagem Daoista.

Ao embarcar numa investigação persistente, duradoura e profunda, pela pesquisa e a árdua prática, inevitavelmente alguém tem a possibilidade de transformar-se numa pessoa de talento excecional.

Em suma, para o desenvolvimento do propósito e direção do Gong fu Interior de Wudang, existem 19 palavras cujos significados todos devem compreender:

Preceito, conduta, punho, espada, Gong [habilidade], longevidade, medicina, rituais, talento, companheiro, terra, virtude, sabedoria, realização, destino, alquimia, Dao, vazio e esplendor.

Ensinamentos que carecem dos aspetos e elementos acima mencionados não poderiam ser os verdadeiros ensinamentos da escola ortodoxa e tradicional do Gong fu Interno de Wudang. O conteúdo é abundante, vasto e difícil de explicar em profundidade.

Neste sumário e breve relato, mencionei alguns pontos e alguns destes já referi de forma impertinente. Os sumo-sacerdotes e grandes estudiosos rir-se-ão disto.

Montanha do Cavalo Branco, Templo dos Cinco Imortais, Hubei, China

Narrado por Xing De

Traduzido pelo Discípulo Cheng Cai

23 de Abril de 2015